header

"Espaço J" E5G visita Kidzânia

04-09-2013

As crianças e jovens do Espaço J visitaram estas férias o parque temático Kidzânia, que se situa no Dolce Vita Tejo em Lisboa.

Nesta cidade construída à sua escala, puderam “brincar aos adultos” num ambiente altamente realista e escolher entre mais de 60 profissões diferentes, em réplicas dos estabelecimentos mais representativos de uma cidade real.

As expectativas eram grandes e não saíram defraudadas. O Ricardo pensava que a Kidzânia “era um prédio e que lhe iam dar 500€ ao início”. Cedo percebeu que a dinâmica era um pouco diferente. O Ricardo não sabia que na KidZania a moeda oficial são os kidZos, com os quais os cidadãos podem aceder aos mais variados serviços dentro da cidade (supermercado, cabeleireiro, CTT, etc.) ou mesmo fazer compras na loja de kidZos. 

À entrada todos os participantes recebiam um cheque de 50 kidzos para levantar na dependência da Caixa Geral de Depósitos. Para ganhar mais, as crianças tinham que trabalhar nas profissões que mais gostassem e o seu esforço seria recompensado. Cabia às crianças fazer a gestão do seu próprio dinheiro.

Para o José Agnelo a profissão que mais gostou foi a de repositor no Continente “porque ganhava bem e o trabalho nem custava assim tanto” mas o Ricardo contrariou-o: “A profissão mais fixe foi a de técnico da Optimus pois fartei-me de reparar antenas para todos poderem comunicar sem problemas!”.

Já o Bernardo não tinha dúvidas pois achava que trabalhar na Olá “era muito melhor: eu fazia o gelado, comia-o e ainda ganhava dinheiro!”.

Uns tiraram a carta, outros licenciaram-se para ganharem mais kidzos e até foram actores no Teatro da cidade.

No fundo, e nas palavras da Mariana, “foi uma experiência enriquecedora pois aprendi a gerir o meu dinheiro, a poupar e a trabalhar para merecer ter mais”.